quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Ironias da história

Parece-me incrível que estejamos passando pelo que estamos!Com o perdão da redundância anterior, mas sinto-me indignado diante dos ataques de Israel a Gaza, justamente em um momento tenso da economia, pois infelizmente, são nesses tempos que se manifestam as maiores desgraças. Penso em 80 anos atrás quando também houve um momento de crise econômica:a quebra da bolsa de Nova York em 1929 há quase um século. Vimos qual foi a solução sugerida e que mais ecoou pelo mundo. Assistimos a um avanço do totalitarismo, com o nazi-fascismo alcançando seu auge e milhões de judeus mortos em campos de concetração.
A ONU, como solução, fez de um território do Oriente Médio a casa para milhares de judeus perseguidos pela guerra. O irônico é que essa terra era ocupada por palestinos que então começaram a viver em campos de concetração como a Faixa de Gaza.
Mas o prêmio para o maior sarcasmo é o de em período de crise como o que estamos vivendo, começam ataques do povo de Moisés aos muçulmanos. Exatamente os perseguidos de outrora são os caçadores de hoje em dia, com a diferença que a caça é bem mais frágil do que eles algum dia foram, pois israelenses são parte da cultura dominante e não “terroristas” árabes que querem destruir o mundo com uma cultura que é apenas diferente da ocidental, com rituais que são vistos como como antiquados, obsoletos e deshumanos, como usar uma burca, por exemplo. Embora o ritual judeu da circuncisão não seja jamais mencionado por atentar contra os direitos humanos.
Grande farsa presenciamos agora, porque a história não se repete e quando isso acontece é mentira. Porém por ser uma farsa as pessoas, talvez, possam prestar mais atenção a esta ficção da vida real e deixem de olhar a novela e prestem atenção a esta bufa que têm diante de seus olhos.

3 comentários:

Liziane disse...

O curioso é o que a imprensa nunca fala da história dessa região, e de como se criou o Estado de Israel, né?! Se o povo lembrasse da história, a bosta da ONU não ficaria feito galinha choca, sem fazer porra nenhuma, olhando e cacarejando: "deixem a comida chegar à Faixa de Gaza. Palestina, pare de soltar foquetinhos pois Israel tem a razão."
o esquecimento está somente entre os brasileiros.

Rodrigo Bentancurt disse...

querida Liz, concordo com quase tudo que disseste e se fosse com tudo não seria eu. Podemos ver a ineficácia da ONU quando ela, por exemplo, com seu comitê de segurança vetou a invasão estado-unidense ao Iraque e de nada adiantou. Mas acho que o desconhecimento, ou a lembrança seletiva da história não é somente no Brasil, creio que ela se alastra pelo mundo como uma epidemia grave

Lizi disse...

Opa, eu esqueci de colocar o não ali no meio... na real eu quis dizer que que o esquecimento não está somente entre os brasileiros...
eu sabia que tu irai discordar de alguma coisa.