quinta-feira, 5 de março de 2009

1,2,3 Collor outra vez?

É incrível a epidemia crônica de alzhaimer que vivemos em nosso país. Sempre é assim. Esquecemo-nos da ditadura militar, não ouvimos e nem requeremos explicações sobre desaparecidos e presos políticos, simplesmente pagam-se indenizações, mas não divulgam-se os fatos. Esquecemo-nos da ditadura Vargas e temos o ex-presidente como o melhor que o Brasil já teve, o pai dos pobres. Getúlio fez muito pelo país. Criou leis que defendiam o trabalhador, as mães, fez Petrobras e foi importantíssimo para o desenvolvimento industrial brasileiro, também perseguiu, prendeu, torturou e entregou para os nazistas uma quantidade assustadora de pessoas que não concordavam com sua postura. Cômico que estes últimos feitos sejam esquecidos pela memória coletiva. O juiz Nicolau dos Santos Neto, que desviou 180 milhões de reais do nosso bolso, haja vista que era dinheiro público, está em casa, preso, mas em casa, custando outros tantos miles de reais aos cofres públicos.
Porém, no jogo da politicagem (porque no Brasil parece não haver política), os fisiologistas do PMDB demonstraram não temer a memória do povo. Sarney e Renan Calheiros, em mais uma de suas antigas e "caciquistas" articulações políticas, elegeram o ex-presidente Fernando Collor para o comando da comissão de infraestrutura do senado. Incrível: Collor outra vez? Pois bem, observamos, novamente, que, nesse jogo sujo, vale tudo. Os votos que elegeram José Sarney como presidente do Senado são os mesmos que elegeram Collor. Havia um acordo entre as partes. Enquanto o PMDB continuar a ser a maior bancada do senado, seguiremos a assistir a tais demosntrações, porque desde a reabertura política esse partido sempre esteve no governo. Só não sei se alguém lembra .

6 comentários:

°annE °criS disse...

É, pois é.... alguma coisa a gente só descobre porque leu, outras, porque alguém nos contou... É mesmo incrível que existam tão poucas pessoas que saibam um pouco pelo menos de história política do brasil, porque se estas fossem maioria, talvez não estivessemos nesta situação vergonhosa hoje em dia....

Link disse...

Adoram criticar a possível candidata do PT a presidência por ela ter sido presa diversas vezes e cometido outros delitos... Mas como tu falou aí, a memória é curta, e só notam que ela foi presa, não veem o motivo do encarceramento... Se dizer ativista político é fácil agora e não na época da ditadura. As pessoas esquecem que para termos a liberdade que temos hoje, muita gente apanhou, foi presa e até morreu...
A política não seria tão "política" se o povo não fosse tão "povo".

Compatrilho da tua indignação.

PS. Tu não se referia ao Nicolau dos Santos Neto?

Rodrigo Bentancurt disse...

Exatamente. A memória é curta, anônimo. E houve um erro, já reparado, em relação ao nome do juiz. Obrigado

Link disse...

Adicioneu teu blog no Blogroll daqui: http://elatrapasuenos.wordpress.com/

Rodrigo Bentancurt disse...

Obrigado. Posso saber quem é?

Link disse...

Eugenio Link