terça-feira, 28 de setembro de 2010

Quem sou eu

Há uma lacuna no Orkut, sim no Orkut, que vem me intrigando há bastante tempo. Na página de apresentação do perfil, existe um espaço para ser preenchido: quem sou eu. Mas isso é pergunta que se faça? Não sei quem eu sou. Isso é muito complicado, muito polêmico. Dizer quem eu sou é como conceituar a mágoa, a existência, o amor, enfim tudo cuja carga subjetiva é primordial a sua definição; e não existe nada mais subjetivo que nós mesmos.
Afinal, eu sou o que penso que sou ou que os outros pensam que sou? Serei um desses ou todos esses? Serei um sempre eu ou uma continuidades de eus só perceptíveis pós morte? Nessas definições, há uma heterogeneidade de conceitos, muitas vezes radicalmente opostos, que se vão perpetuando ou remodelando.
E o pathos? Não levamos em conta o que os outros pensam que somos para adequar-nos, se nos agrada, para desmitificarmos o conceito, se não.
Enfim, tudo que posso é entrar na Tabacaria com Fernando Pessoa e concluir que:
                                   Não sou nada.
                                   Nunca serei nada.
                                   Não posso querer ser nada.
                                   À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. 

11 comentários:

bauferil disse...

¿Te serviría que te diga que sos para mí?

Rodrigo Bentancurt disse...

Me encantaría!

Paula Figueiredo disse...

Enfim, enfim quebrara-se realmente o meu invólucro, e sem limite eu era. Por não ser, eu era. Até o fim daquilo que eu não era, eu era. O que não sou eu, eu sou. Tudo estará em mim, se eu não for; pois “eu” é apenas um dos espasmos instantâneos do mundo. Clarice Lispector.

Certamente fazer um pergunta dessa é puro non sense! E continuemos a confiar na vida caro Rodrigo! Abraço!

bauferil disse...

Aire, tierra, fuego, agua...

Rodrigo Bentancurt disse...

Paula, continuemos sim, afinal é o que temos.
Abração!

Rodrigo Bentancurt disse...

Todo eso soy?
Me alegro mucho!

Débora disse...

talvez eu nao saiba qm eu sou... mas saiba o q eu gostaria de ser... pq o medo de descobrir qm a gente realmente é, nao nos permita saber qm somos... por isso é tao mais simples e facil os outros falarem quem somos pra eles do que nós falarmos qm somos pra nós mesmos!!!

Rodrigo Bentancurt disse...

Exatamente, Débora. Existe o medo de sabermos quem somos, isso é terrível e geral.
Beijo.

Laris. disse...

Baseada nessa do Orkut, depois de muito me questionar, descobri: eu sou de outro lugar.

Rodrigo Bentancurt disse...

Somos!

Lizi disse...

hohohoho, há algumas semanas eu sou uma véia.